Um pé tode nêgrre

 Assim em modes de alembrradurra… Távam ali pós ládes du merrcáde um mane a venderr num alguidarrinhe chóques com tinta, sai uma mãe desalvurráda du Pingue Doce cu miúde às prréssas prra irr apanhárr a caminéta e vai este trrupéça dus prróprrios péses embáte do vendedorr, enfia o pé du alguidarrinhe e cumeça a chorrárr […]

Read More
Até S.Filipe de bicla cas molas das calças…

 E lá fui eu até ao forrte de São Filipe… Prra cima caté parrcia mai difícil inté tinha ide bein, mas aquande foi aquela descida ê vi logue que nã devia terr ide de bicicleta e cas calças deviem terr a bainha feita e não uma porrcarria de uma mola ferroulha ali metida. Já devem […]

Read More
Zbadabumm e fui do tinó nim

 Zbadabumm… algo aconteceu! Mas ê cá só dei conta quande acurrdei e dei conta que táva duma máca deitadinhe a olhárr pó téte come se fosse um pxinhe a serr vendide da pédrra cús ólhes toudes esbugalhádes a olhárr pós clientes à volta. O prrublêma é que ca chinfrrinêrra do tinónim da amblância aquile de […]

Read More
Os Pilarrêtes voltem a atacárr

 Apá um gáje pega da sua bomba de cárre logo pela manhã, o mê fiat 127 quié verrmelhinhe à falta de vêrrde vitórria que nã tihem em stock da alturra p’alguma razão foi e cá prra mim tem a haverr ca quela histórria da conspirração dos lisboetas que tão semprre a inventarr maneirras da gente […]

Read More
Forrum Calçáda Pingue Doce

 A calçada em frrente do Pingue Doce é um monumente sádine, nã tem qualquerr hipótese. Expliquem a razão pa irr a um Forrum, se vocês aqui conseguem comprrarr de tude e se nã conseguirrem entrrão no Pingue Doce ou melhórr ainda do Merrcáde do Livrramente. Aqui há frranchisingues ambulantes! Consegue-se comprrar iphones da Ápele, óculos […]

Read More
Bórra à bola verr o Vitórria

 Táva finalmente um linde dia nesta cidáde que merrêce même o sol com tons azuis e verrdes ó funde caté fazia querrerr… apá párra lá com essa mania de poeta quisse só te faz é mal ó juize… Bem, a bem dzêrr erra dia d’eu e o Russe irrmes à bola. Sim, irr à bola, […]

Read More
Caganda Palhaçáda de Carrnaval

 Os miudes nã se calam há quinze dias cu Carrnavál tá aí a arrebentárr e que querrem irr mascarrádes e etc e tal… Ele é prrincezas, ele fádas, cinderrélas, homens arranhas, palháces e falande de palháces há uns que andem o ane todo a fazêrr palhaçádas, mas ê cá tou même a falárr daqueles que […]

Read More
As Limpezas da Cambrra

 Apá ontem ia ali a passárr da rua, da Luisa Todi e quande olhei lá tava a malta da cambrrá a fazerr as suas limpezas do lague das musas ninfas inspirradourras! E porrque é que tem que serr semprre o même filme?!? Aquile é mai gente a trrabalhár que trrabálhe… Ê quande olhei vim um […]

Read More
É cada Dux…

 Même que nã seja verrdáde Sóce… esta histórria do méque já me anda a darr a volta à miolêrra même a sérrio. Même que nã seja verdáde toda a especulção canda à volta desta coisa, as prráxes pa mim semprre forram um simbolo de parrvoice forrada de estupidez. Eu tive lá, Ê cá sei do […]

Read More

Facebook

Parriga ou sóce, querres receberr todas as novidádes frresquinhas do
Charroque da Prrofundurra?

Subscrreve e recebe tudo!
Caganda Pinta!
Muito obrrigádo.

Fechárr
Parriga ou sóce, querres receberr todas as novidádes frresquinhas do
Charroque da Prrofundurra?

Subscrreve e recebe tudo!
Caganda Pinta!
Muito obrrigádo.

Fechárr