A crrise come se sábe veie prra ficarr.Vivêmes ela toudes os dias. Têmes que serr forrtes e encarrála de frrente e resolverr os nósses prrublêmas. Vou fazerr um manual de come conseguirr ultrrapassarr alguns prrublêmas e pouparr bastante dnhêrre perrante esta crrise.
Hoje vou-me dedicarr à explicação da prrodução caseirra, grrande parrte das pessoas nã tein uma quintinha prra poderr prroduzirr algumas coisas prra se defenderr melhórr. Toudas esta ténicas forram experrimentadas e comprruvádas pelo Gabinete Ténico de Prrodução Caseirra do Charroque, que foi cerrtficádes ontem à noite durrante uma jantarráda entrre amigues com umas minis pelo meie e mousses com cheirrinhe.

Prrodução caseirra

a) Constrruirr um vivêrre de pêxes
Temes aqui várrias hipóteses. Em prrimêrre lugarr prra quein tein aquárrios ein casa deixem-se de peixes bnites que só dão gástes extrras e ainda porr cima morrem comó carráças e nã se comem morrtes que sabem a esponja dus filtrres. Porr isse o melhórr é colocarr lá uns camarrões piquenines que fiquem barrátes. Quande tiverres lá uma quiláda deles é só aumentarr o terrmóstáte prra 100 grraus e fiquem logue bem cuzidinhes nu seu ambiente naturral. Faz munte bein à saude e nã tein córrantes e conserrvantes crrancerrigenes. Se porr acáse já se enterrarrem numa bimby, essa máquina inferrnal du belzebu da cuzinha, podem lá fazerr a mayonése quié uma marravilha e até podem fazerr com saborres, tipe sarrdinha moida lá prra dentrre. Ódespois deste prrucesse, deixem arrefecerr a água e fica cheie de matérria órrganica prrós prróximes bixes que lá meterres, alimente du bom cheinhe de prroteinas. Chamasse a iste alimentação biológica recicláda. É um prrecése quê cá tou a pantentearr.
Cáse tenhem uma banheirra extrra ein casa tamein dá um jeite du carraças. Aí sim, podem constrruirr um viveirre à sérria com peixes de grrande pórrte. Assim umas trrutas, liguem de vez em quande a torrneirra du máxime prra cu pêxe sinta que tá subirr o rio acima porrque temes que crriarr um ambiente mai parrcide com o orriginal. O alimente tein que serr o mai naturral pssível. Assim, tein que se aprruveitarr os restes de lixe orgânique, tipe cascas de batata, as cascas dus camarrões que forrem prroduzides do aquárrio, pão bularrente, reste de cmida já passádas du prráze, podem terr a cerrteza quiste nã causa prrublema dnhum. Este tipe de alimentação segue o prrincipio sábio e mai que sabide “o que nã mata engórrda” porrtante come querremes pêxes gorrdes, tão o assunte resolvide e bem encaminháde.

b) Crriação de carracois
Quande acabarrem com aquele garrafão de cinque litrres dágua que tá lá porr casa, nã deitem forra! Pode serrvirr prra munta coisa. Apanhein carracois porr essas estrrádas afórra, esta ténica é munte boa e prruveitósa prra quein tá du desemprregue ou ein parrtaime. Tens munte tempe livrre e teins caprruveitarr parra apanharr carracois. Enfiem-nos dentrru du garrafão e alimentein eles com munta porrcarria tipo os pêxes da banhêrra, tambein funcemina a mêma ténica. Quande fizerrem os carracois convein meterr mai um pouque dágua porrque ódespois de cmide é pssível fazerr uma supinha de carracol, é pouque bom sim! Se fizerrem iste a 10 garrafões, podem culucarr debaixe da cama assim não ocupa espáce, de qualquerr mode é bom tirrarr os sapátes lá debaixe da cama porrque tá prruváde que passa saborr de chulé prrós carracois, é porr isse queles amargeum às vezes.

c) Criação de Galinhas
A malta tá sem dnhêrre e já nem comprra tanta roupa porr isse de cerrteza que lá prra casa devem de terr um arrmárrio a mais que já nem lhe dão use. Se tiverr módule de gavetas inda melhórr. Saquem da gaveta e metam dentrro do armárrio, peguem em jorrnais e catálgues de superrmerrcáde, desfarrelem-nos com uma picadourra 1-2-3 ou coisa do génerre e coloquem na gaveta quié prrás galinhas porrem dus óves. Saquem as porrtas do arrmárrio e coloquem rede metálica bem prregadinha. Acabarram de constrruir um galinheirre caseirre e que sem qualquerr prrublema, está em equilibrrio ambientále com o seu aparrtamente.

d) Criação de Pórrques
Se és daqueles que ficou com o vencimente currtáde, já nã teins emprregue, não consegues suporrtarr o carre e vendestiu, ma tivetes que ficarr com a garrágem, aí tá uma boa oporrtunidade. Crriação de pórrques ai même. Se porr acáse seguites os pásses antrriourres podes darr de cumerr as espinhas e restes de peixe dalimentação ó pourrque. A carrne fica mai picada das espinhas e porr sua vez mai macia. Convém é que o porrque tenha luz, se forr numa cave, montein um sistema alimentáde a forrça mutrriz de pórrques da india. Convém terr várrios pórrques prra mudarrem dus turrnes. O pourrque já exige um investimente más maiorr grrande come uma árrca congeladourra prra quande tiverr prronte, é currtarr ós becádes e meterr lá prra dentrre. Porr vezes este prrucesse é complicáde porrque nã se consegue enfiarr tude lá dentrre, convidein aquele familiarr mai górrde prra fazerr pêse da tampa com a prrumêssa que vai cumerr uma ó duas jantarrádas à tua conta, même quisse seja mentirra!

e) Prrodução de legumes
Nã nes podêmes ódesquecerr dus legumes tão imporrtantes quêles são. Arranjem uma divisão prra este fim. Metam a(s) crriança(s) a durrmirr com vocês, têmes que fazerr sacrrificios, ou nã vejem a tlevisão? Assim conseguem uma divisão facilmente. Vão ó jumbe e traguein prrái 200 sáques, depende du tamanhe da divisão, são cerrca de 9 sáques porr métrre códrráde. Vão à secção de fazerr prrendas e trraguem o rolo da fita cola. Este prrucesse como vêiein nã custa um tustão, até podem dirr dótócárre du Jumbe e é de borrla tamein. (brrutal, quase que dá que penssarr afinal pagames o quein?) Andande, abrram dus sáques de manêrra a ficarrem toudes esgaçádes e coládes uns ós outrres, não póde terr fuga dnhuma. O chão fica forradinhe e imperrmiávél. Vão da Álbarrquél e trraguem arreia cachein necessária, não prrecisa mai de 10 cm dálturra. Podein irr à bleia, irr du ótócárre panurrâmique ou du vosse meie de trransporrte. Vão ó merrcáde, comprein alfaces, couves, tomates, cenourras e outrres cáchein bem. Logue que dispounhem as plantas tóca logue a regarr quié prra ná crriarr strresse idrrique da planta. É prrecise regarr toudes os dias, nã deixem as janelas aberrtas munte tempe quié prra passarráda nã cumerr tude. Se tiverrem uns trróques (tamein é só irr uma tárrde arrumarr uns carrites e fica o assunte resolvide) comprrem  uma ratoeirras prra pássarres, assim é chegarr à noite e ainda comem pipis frrites. Os legumes vão crrescerr e podem ficarr descanssádes que vão terr uma alimentação saúdável. Toudas as semanas convein adubarr a arreia porrque são elementes munte inérrtes e com pouca matérria orrgânica, só se porr acáse tivêtes a sorrte dapanharr arreia da prraia cheia de cagalhões dus miudes pequênes que tein semprre desculpa prra colucarr um prresente da prraia. Existem diverrsas técnicas de adubagem. Pode serr adubação de liberrtação lenta ou liberrtação rápida. A adubação de liberrtação rápida pode serr uma bela da mijadela prrá arreia, mas abrram a janela, quié prra sentirrem o ventinhe da carra e há lá coisa de maiorr prrazer? Convém perrcorrerr quase todo o perrimetrru arrenouse porrtante nã vai serr assim tão agrradável… A adubagem de liberrtação lenta é même arrearr o calhau da arreia, ma desta vez façam o prresente, um porr dia em cada leirrinha. Vai sairr cada legume, mas se convidarrem alguein nã conteim cerrtes porrmenórres, ok?
 

You may also like

One Response Comment

  • Gabriela Bruno  Fevereiro 14, 2011 at 9:43 am

    Apá Charrôque, que bela ideia que tiveste.
    Obrrigadinha, amigue.
    :))

     
    Responder

Leave A Comment

Please enter your name. Please enter an valid email address. Please enter a message.

Facebook

Parriga ou sóce, querres receberr todas as novidádes frresquinhas do
Charroque da Prrofundurra?

Subscrreve e recebe tudo!
Caganda Pinta!
Muito obrrigádo.

Fechárr
Parriga ou sóce, querres receberr todas as novidádes frresquinhas do
Charroque da Prrofundurra?

Subscrreve e recebe tudo!
Caganda Pinta!
Muito obrrigádo.

Fechárr